terça-feira, 28 de junho de 2011

FLASHBACK: O INÍCIO



A beleza por amor
Nada nas mãos, nada nos bolsos, os estudos de medicina interrompidos pela guerra, uma bagagem incompleta. Em 50 anos, Jacques Courtin vai valorizar a beleza e criar um império. Clarins é a história de um sucesso. Uma história que começa simplesmente no seio de uma família como as outras.

A infância da arte
É em família que Jacques Courtin toma consciência da importância da beleza. Enquanto faz os seus deveres, ouve a sua irmã e as amigas a lamentarem-se do seu aspecto físico: uma com três quilos a mais, outra com um peito muito pequeno e outra ainda com as pernas pouco elegantes… O seu desejo é fazê-las sorrir novamente. Mergulha então na leitura de um manual de ginástica, selecciona pacientemente os exercícios e constrói para cada uma um programa personalizado. Tem apenas nove anos, mas é este o começo: a escuta, os tratamentos sob medida, a receita de beleza.

Considerar a beleza como algo sério
Os seus estudos em medicina, interrompidos pela guerra, confirmam a sua intuição: a preocupação com a beleza pode ser tão importante como a que se tem com a saúde. «Não compreendia que não tivéssemos em conta este problema, que disséssemos a um paciente que o seu braço deformado não tinha importância, desde que o salvássemos. A estética para mim não era, de todo, uma atitude fútil. Mas tive de lutar para impor a minha visão das coisas. Aliás foi desta forma que toda a história da minha empresa começou. Foi esta escuta atenta e este respeito que primaram. Escutar. Reflectir. Agir».
Agir. Está decidido, Jacques Courtin vai consagrar a sua vida à beleza das mulheres. Em 1954, cria o seu Instituto e dá-lhe o nome de Clarins.


Clarins, o benfeitor
Porquê Clarins? Uma memória de infância: numa peça de teatro representada no liceu, Jacques Courtin tinha o papel de Clarins, um guarda de circo da Roma Antiga que alimentava os leões em segredo, para que eles poupassem os prisioneiros. Dando-se conta do subterfúgio, os Romanos deixam-no por sua conta e risco aos leões… que o deixam viver em reconhecimento dos seus bons tratos. Jacques Courtin sempre pensou que retomaria este nome, sinónimo de generosidade e de amor se um dia fundasse uma empresa. Cria a Clarins e rodeia-se de uma equipa exigente, unida em torno de uma mesma vontade “fazer mais, fazer melhor e gostar de o fazer”.

SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© CLARINS Blog. Todos os direitos reservados.
Designer Blogger Template by pipdig